quarta-feira, março 14, 2007

Keita: "Parabéns só quando garantirmos a subida"

Artigo publicado no jornal "Record"

E eis que, à 21.ª jornada, o Rio Ave é líder da Liga de Honra. Um feito para o qual foi decisivo o contributo de um jogador: Keita. Autor dos dois golos na recepção ao Santa Clara, o avançado senegalês teve papel determinante na conquista dos tão desejados 3 pontos.

Curiosamente, Keita também marcou nos dois triunfos anteriores à visita dos açorianos (Barcelos e frente ao Chaves, em Vila do Conde). “Parabéns só quando garantirmos a subida”, respondeu prontamente, quando questionado sobre a reacção dos adeptos ao seu desempenho. Afinal, nada está decidido, e numa prova pautada pelas surpresas tudo pode acontecer. “O grupo está confiante. Começámos mal a época, mas sempre acreditámos em nós. Agora, os frutos do nosso trabalho começam a surgir”, esclareceu, enaltecendo a importância da união no balneário. “O grande herói é o Rio Ave e não eu. Os meus golos deram apenas visibilidade a um esforço colectivo”, revelou Keita.

A viver a 2.ª temporada com as cores do Rio Ave, o avançado acredita ser este o ano da afirmação em Vila do Conde. Os 10 golos marcados (8 na Liga Vitalis e 2 na Taça de Portugal) até à data são, no seu entender, um bom prenúncio: “Motivação não me falta. Está tudo bem encaminhado e espero ter muitas mais tardes de inspiração como a de domingo.”

3 Comments:

João Carmo disse...

Ladji Keita chegou ao Rio Ave, na época passada, com o estatuto de grande promessa depois dos 7 golos que havia marcado pelo Alverca em apenas 13 jogos na Liga de Honra. O facto é que, primeiro com António Sousa e depois com João Eusébio, apenas marcou por uma vez em 21 partidas. Esta época está finalmente a espevitar. Soma 5 tentos em jogos oficiais e bisou na semana passada, em Portimão. Mesmo assim, não esconde alguma mágoa pela intolerância dos adeptos em relação às oportunidades falhadas.

“Acho que as pessoas não me perdoam nada. Por vezes magoam-me as reacções dos adeptos, mas o futebol é assim. Sinto que o tratamento que me dão não é idêntico ao dos outros atacantes, sobretudo quando falho alguma oportunidade. O facto é que sou o melhor marcador da equipa e sinto que posso fazer ainda melhor, pelo que gostaria de ser apoiado”, assevera.


Record, 3 de Dezembro de 2006.

Depois deste sentido desabafo em Dezembro, o Keita ao longo destas últimas jornadas deu a melhor resposta aos seus críticos da comunicação social regional e de alguns sectores da bancada dos sócios: 10 golos, 8 dos quais na Liga Vitalis mais o golão em Alvalade para a Taça.

Hugo Anjos disse...

O mínimo que se pode dizer do Keita é que conquistou a nossa confiança e calou os críticos. Acho que era de bom tom, por exemplo, a equipa de comentadores da Rádio Linear dar de uma vez por todas o braço a torcer e reconhecer que se excedeu em algumas críticas destrutivas ao Keita na primeira volta. Só lhes ficava bem. Quanto ao Keita, que continue a marcar. É o novo Ronny Van Es, o talismã da última subida. FORÇA RIO AVE!!!

Afonso Henriques disse...

se vi bem (http://www.leixoessc.pt/v3/main/default.asp?mod=sad&submod=proximojogo
) o leixões vai cobrar 15,00 de preço mínimo ao público no próximo domingo. Alguém sabe quanto é que eles pagaram na primeira volta?

acho que a direcção deveria tomar uma posição e solicitar que baixem o preço para 10,00