quarta-feira, maio 16, 2007

Futsal: Época de fiasco em sintonia com o futebol profissional



Artigo publicado no jornal "O Primeiro de Janeiro"

Terminou o sonho do Rio Ave. A equipa de futsal falhou o regresso ao Campeonato Nacional da Primeira Divisão. Apesar das seis vitórias consecutivas na recta final do campeonato, a formação vila-condense acabou a temporada no 3º lugar com menos três pontos que o segundo classificado, Nogueirense.

Na derradeira ronda o Rio Ave derrotou, em casa, o líder UTAD por 4-1, mas não teve grandes motivos para festejar. O treinador Raul Moreira sublinhou que “nós terminamos o campeonato com 56 pontos, os mesmos pontos com que o Rio Ave há duas épocas subiu à primeira divisão. A diferença de golos marcados e sofridos foi superior a essa época em perto de 20 golos, o que demonstra que se calhar noutra época tínhamos subido de divisão. As equipas que subiram têm valor, mas a equipa do Rio Ave não é inferior a nenhuma delas”.

Depois dos problemas iniciais que culminaram com o despedimento do treinador João Ferreira, o Rio Ave encetou uma recuperação pontual que permitiu à equipa acreditar na subida de divisão. No entanto duas derrotas consecutivas, em Viana do Castelo com o Nogueirense e em Vila do Conde com o Gondomar, fizeram hipotecar as hipóteses de regressar ao campeonato mais importante da modalidade.

Raul Moreira considera esse o momento decisivo da temporada “apesar de nós fazermos desde o jogo com o Gondomar até agora seis vitórias seguidas, o que se calhar na época que o Rio Ave subiu não fez. O jogo crucial não foi com o Gondomar, foi no Nogueirense. Nós tínhamos três pontos de avanço, tínhamos o jogo perfeitamente controlado a cinco minutos do fim e acabamos por ser muito prejudicados. Se tivéssemos empatado no Nogueirense tínhamos subido de divisão”, referiu o treinador vila-condense.

Relativamente aos problemas verificados no seio do plantel no arranque do campeonato, Raul Moreira referiu em entrevista ao O PRIMEIRO DE JANEIRO que “os problemas já foram escalpelizados há muito tempo, mas não posso ser hipócrita e dizer que não prejudicaram a equipa. A disposição dos jogadores nessa altura, na primeira volta, e a disposição e alegria de jogar nesta segunda volta foram diferentes”. Apesar de ter ficado afastado matematicamente da subida de divisão na penúltima jornada do campeonato, mesmo tendo ganha à Académica de Coimbra, o Rio Ave não facilitou na derradeira jornada, na recepção ao líder, UTAD. Um golo marcado bastante cedo permitiu à equipa vila-condense controlar a partida e conseguir fechar a época com chave de ouro.

Raul Moreira reconhece no entanto que a história do jogo poderia ter sido diferente se o adversário ainda estivesse na luta pela subida de divisão. “Não há dúvidas que a UTAD não jogou a todo o gás, mas é uma equipa que sobe de divisão, vai lutar para ser campeã nacional, vai jogar a final-four da taça de Portugal e não quer perder com ninguém. De certeza absoluta que se precisassem deste jogo teriam jogado de uma forma mais aguerrida, mas é lógico que a UTAD não queria perder, no entanto nós fomos superiores”, sublinhou o treinador do Rio Ave.

Sobre o seu futuro Raul Moreira desabafou que “o futuro a Deus pertence, mas é lógico que quero ficar no Rio Ave”.

PS: Na temporada passada futsal e futebol profissional desceram da primeira para a segunda divisão e esta temporada, ambos ficaram em terceiro lugar, tendo deitado por terra as aspirações de subida em desafios frente a equipas de Gondomar. Será coincidência?

7 Comments:

Pedro disse...

grande epoca de futsal k o rio ave fez. com um plantel a jogar futsal de qualidade e um optimo treinador td correu bem. foi pena a subida n ter sido alcançada mas a arbitragem em certos jogos favoreceu o adversario. como o treinador diz o jogo em nogueirense teria sido diferente se n fosse a influencia da arbritagem a favor do nogueirense. apostem na subida para o ano o rio ave e um clube k tem qualidade para la estar. parabens aos treinadores,dirigentes e jogadores.

Hugo Anjos disse...

Uma pena a má sorte do nosso futsal. Parece que andamos embruxados...

Anónimo disse...

parabéns aos juniores pela excelente campanha e subida de divisão. O futsal senior deverá aproveitar os jogadores da terra

Anónimo disse...

mas não é com um burro como esse esboucado do Raul é esse é que é o verdadeiro venenoso um optimo treinador??? quem é ele parece um megafone

Anónimo disse...

o raul fez um bom trabalho no rio ave. na minha opiniao deveria ficar para a proxima epoca. quem assistiu aos jogos desta epoca viu prefeitamente a qualidade de jogo que o rio ave adquiriu. ainda para mais sem grandes contrataçôes teve uma excelente equipa onde a maioria dos jogadores sao da terra,uma mais valia que o rio ave deveria assegurar. bruno ramalho,renato,jaime,mario,reinaldo fizeram sem duvida uma epoca excelente. os meus parabens a todos e eles. uma palavra aos dirigentes,apostem na subida na proxima epoca pois com a maioria do plantel desta epoca conseguem esse objectivo

Anónimo disse...

é mas na altura o campeonato foi bem mais competitivo e mesmo assim o Rio Ave teve a melhor defesa do campeonato. Talvez tenha sido aí a diferença.

Anónimo disse...

e preciso ver que na mudança de treinador o rio ave estava em lugar de subida e nao como esta escrito na reportagem do primeiro de janeiro.....